CALÇADA PRONTA
Calçadas - Dicas
CONCREGRAMA
PARALELEPÍPEDOS
PISOS INTERTRAVADOS
GUIAS (MEIO FIO)
Proteção e Limpeza (Dicas)
Aplicações, Vantagens...
Premoldados de Concreto
Serv. de TERRAPLENAGEM
FALE CONOSCO
   
 






Manutenção

- A cada ano deve-se proceder à limpeza do pavimento de pisos intertravados - bloquetes, com escova de cerdas duras e detergente.

- Embora as manchas de limo e bolor sejam apenas esteticamente desagradáveis, o crescimento de ervas daninhas e grama na juntas pode afetar a durabilidade do pavimento.

Elas se desenvolvem sem controle e podem levar ao aumento da permeabilidade e à redução do módulo de elasticidade do pavimento de pisos intertravados de concreto.

- As juntas entre os blocos são sem dúvida a área mais vulnerável em qualquer piso. Dependendo da obra (uso, drenagem, localização etc) e do clima local, mesmo o piso mais bem executado precisa de atenção em relação às suas juntas em algum momento de sua vida.

- Se para aplicar a água na limpeza se utiliza uma mangueira com pressão comum ou de alta pressão, o jato deve ser aplicado sobre a superfície, num ângulo de no máximo 30 graus e na direção diagonal às juntas principais, sem alinhar-se com elas.

- Qualquer produto de limpeza que seja aplicado deve ser enxaguado generosamente e conduzido por um sistema adequado de drenagem.

Depois de limpa, cada área deve ser inspecionada para verificar se as juntas estão uniformes e preenchidas com a selagem necessária de areia.

Se estiver faltando, basta varrer e recolocar a areia nos lugares em que estiver faltando.


Limpeza

Os métodos de limpeza descritos a seguir são uma contribuição ao manejo de manchas e derramamentos nos pavimentos com pisos intertravados de concreto.

Em geral, envolvem o uso de produtos químicos que devem ser empregados da maneira correta, seguindo as recomendações a advertências feitas pelos fabricantes e fornecedores, constantes nos rótulos.

As instruções devem fazer referência ao uso sobre pavers e outras aplicações.
Em qualquer procedimento de limpeza, especialmente quando se usam produtos químicos e ácidos, deve-se seguir as seguintes recomendações:

-Utilizar equipamentos protetores, tais como luvas, óculos de segurança, botas e aventais que cubram totalmente o corpo.

-Se o trabalho é realizado em espaços fechados, deve haver um sistema de ventilação adequado.

-Se forem empregados materiais inflamáveis, é proibida a presença de cigarros, brasas ou qualquer tipo de objeto que produza faíscas.

-Ao diluir produtos químicos ou ácidos, sempre é indicado acrescentá-los à água e não o contrário.

-Qualquer tecido, roupa ou material descartável contaminado com os produtos químicos deve ser colocado em recipiente de lixo adequado e seguro.

-É preciso ter cuidado para não contaminar e manchar nenhum material próximo ao local tratado com produtos químicos e ácidos.

-Proteger o pessoal que trabalha com produtos químicos de qualquer tipo de perigo ou lesão na área de limpeza, cumprindo a legislação aplicável em cada localidade.

-Em cada etapa e para cada tratamento, deve-se definir anteriormente uma área para testes, num ponto pouco visível do pavimento em questão, para verificar os procedimentos que devem ser adotados para a limpeza e aplicação dos produtos.

-É fundamental, antes de iniciar qualquer processo de limpeza ou de remoção de manchas, saber sua origem e eliminar sua fonte causadora, para prevenir seu surgimento dali para frente.


Sujeira geral e detritos

Para remover a sujeira e detritos recomenda-se:

-Varrer e esfregar com escovas de cerdas duras de plástico. A intensidade varia de acordo com o material que está aderido ao pavimento.

-Se a cor dos blocos se perdeu por baixo da sujeira, esfregar com sabão e água quente, seja com escovas manuais ou máquina de limpeza industrial.

-Deve-se ter especial cuidado para enxaguar qualquer resíduo de sabão no final do processo de limpeza e cuidar para onde será drenada essa água com resíduos químicos e sólidos que se desprendem, para que isso seja feito de maneira segura, segundo a legislação, restrições e recomendações locais.

-Se for utilizada, para a limpeza, uma mangueira com pressão normal ou alta, deve-se aplicar o jato num ângulo que não supere os 30 graus em relação ao piso e de maneira diagonal (não alinhada) às juntas predominantes para evitar perda da areia de selagem.

-Depois da lavagem, inspecionar o pavimento e recolocar nas juntas areia de selagem, perdida no processo.


Limo,líquens e algas

O limo, liquens e algas só crescem sobre os pavimentos com pisos intertravados de concreto se sua superfície se encontra à sombra, debaixo de árvores, com fontes permanentes ou freqüentes de umidade, em locais onde haja pouco ou nenhum tráfego e quando não se tenha construído uma inclinação adequada.

Se o crescimento de musgo, liquens e algas é indesejável pode-se:

-Raspar e retirar o material acumulado em camadas grossas.

-Aplicar um herbicida especial para limo escovando-se e seguindo as instruções do fabricante.

-Os herbicidas podem demorar algum tempo para agir e são mais efetivos quando aplicados com clima seco.

Alguns desses produtos deixam um resíduo que reduz a propensão à formação de limo, mas sua efetividade é reduzida quando a área é úmida ou sombreada.

Esses produtos não atuam na geração de massa biológica dentro dos capilares do concreto dos blocos.


Óxidos

Deve-se encontrar a origem das manchas de oxidação e corrigir a causa que as gera.

-Umedecer com água a superfície do pavimento.

-Tratar a área afetada com um limpador de concreto com propriedades ácidas, uma solução equivalente a 5% de ácido clorídrico ou similar.

Os ácidos atacam o concreto e podem deixar a superfície ligeiramente mais rugosa. Pode levar alguma porção do pigmento do concreto, deixando-o ligeiramente claro ou escuro, segundo a relação que exista entre a cor da massa e a dos agregados.

Por isso, os limpadores que contenham ácido devem ser utilizados com muito cuidado, seguindo as recomendações dos fabricantes dos produtos e dos pisos de concreto.

-Lavar a superfície tratada com água abundante, de maneira que arraste quaisquer resíduos de ácido e sólidos que se desprenderam do concreto para que a superfície não se manche.

-Deve-se ter especial cuidado para enxaguar qualquer resíduo de ácido no final do processo de limpeza.

Essa água com resíduos químicos e sólidos, que se desprendem do pavimento, deve ser drenada de maneira segura, segundo a legislação, restrições e recomendações locais.


Graxa e gordura

O desenvolvimento de atividades ao ar livre sobre pisos e pavimentos de pisos intertravados de concreto, em especial a preparação e consumo de alimentos (assados, frituras, frutas, bebidas etc), derramamento de óleo de carros e manchas de gordura e graxa, podem gerar manchas difíceis de serem retiradas.
 
Os óleos penetrarão rapidamente na superfície dos blocos do pavimento, mas não a mancharão se forem limpos rapidamente.

- Aplicar materiais absorventes, como panos ou toalhas de papel, sem esfregar, para evitar que a gordura penetre ainda mais profundamente sobre a superfície.

- Se a mancha persiste, lavar a superfície com um detergente concentrado e escova, enxaguando com água quente. Os detergentes podem atacar e levar uma parte do pigmento do concreto, deixando-o ligeiramente mais claro ou escuro, segundo a relação que exista entre a cor da massa e dos agregados.

Por isso, os detergentes devem ser utilizados com cuidado, seguindo as recomendações dos fabricantes e dos produtores de piso intertravado de concreto.

Se a mancha não desaparecer, lavar a superfície com uma emulsão para retirar a graxa, usando escova de cerdas de plástico e deixando o preparado agir por um determinado tempo, de acordo com as instruções de fábrica.

- Lavar a superfície tratada com água abundante, de maneira que arraste qualquer resíduo de ácido e sólidos que se desprenderam do concreto, para que a superfície não se manche.

- Deve-se ter especial cuidado para enxaguar qualquer resíduo de ácido no final do processo de limpeza.

A drenagem da água, com resíduos químicos e sólidos que se desprendem do pavimento, deve ser feita de maneira segura, segundo a legislação, restrições e recomendações locais.


Asfalto

As manchas de asfalto (betume ou breu) não penetram no concreto com facilidade. Para a limpeza, proceder da seguinte maneira:

- Deixar secar o asfalto e depois remover com uma espátula ou outra ferramenta similar.

- Se for difícil retirá-lo, aplicar gelo ou um jato de nitrogênio líquido sobre o asfalto, para torná-lo quebradiço, e depois removê-lo com uma espátula.

- Os resíduos finais devem ser removidos com um pó abrasivo. Depois, enxaguar toda a área com água limpa.

É possível comprar no mercado alguns produtos para a remoção do asfalto. Para isso, deve-se seguir o mesmo procedimento de fazer um teste numa área escondida, antes de utilizar sobre toda a superfície.


Chicletes
 
O chiclete é uma das substâncias mais difíceis de remover de qualquer superfície. O chiclete recém-lançado na superfície pode ser retirado por meio de raspagem com uma espátula.

Já o chiclete endurecido pode ser removido com um equipamento de lavagem a pressão, com água ou vapor quente, ou ainda por meios químicos e aplicação de gelo ou jato de nitrogênio líquido, que o torna mais quebradiço, facilitando sua retirada com uma espátula.

Em algumas cidades, existem empresas especializadas neste tipo de limpeza, que podem fornecer informações adicionais.


Marcas de pneus

O clima e o desgaste geral da superfície devem ser suficientes para remover as marcas de borracha deixadas pelos pneus dos automóveis nos pavimentos de piso intertravado de concreto.

Mas há outras maneiras de removê-las:

- Se for o caso de remover mais rapidamente as manchas, pode-se escovar a área aplicando um detergente concentrado com água quente.
Mas é preciso lembrar que esse método pode gerar uma ligeira perda de pigmento da superfície em alguns bloquetes de concreto.

- Também se pode remover as marcas de pneus com equipamentos de lavagem a pressão, seguindo as recomendações para este método de limpeza.


Grafite e pintura

As manchas de grafite e pintura são difíceis de limpar:

- Se possível, limpar a tinta quando ainda estiver fresca, usando material absorvente (tecido, toalha de papel, etc), tendo o cuidado de não esfregar.

- Depois se deve aplicar na superfície um solvente adequado para o tipo de tinta, seguindo as instruções do fabricante.

- Posteriormente, enxaguar a superfície com um detergente concentrado ou com um produto para retirar a gordura, tomando o cuidado para que essa água suja escorra de forma a não manchar as superfícies próximas.

- Se a tinta estiver seca, é preciso raspar para retirá-la da superfície e depois aplicar um produto removedor, seguindo com cuidado as instruções do fabricante.

A maioria dos produtos para remover tinta possui em sua fórmula o ácido sulfúrico, que ataca o concreto.

Os fabricantes de tinta em geral podem fornecer informações sobre a melhor maneira de remover grafite e será necessário recorrer a eles se houver grandes áreas afetadas por este tipo de vandalismo.


Epoxi e poliestireno

Os produtos a base de epóxi e as resinas de poliestireno podem ser removidos com a ação do fogo, por meio de um maçarico.

Deve-se tomar muito cuidado para não inalar a fumaça proveniente desta queima, ou para não esquentar demais o concreto, a um nível tal que cause uma rachadura explosiva do agregado graúdo e a remoção da argamassa superficial.

As manchas escuras resultantes da queima podem ser removidas com a lavagem da superfície com escova, sabão e água. Em áreas grandes torna-se necessário aplicar jato de areia.

Esses processos não afetarão a durabilidade do concreto, mas podem modificar a microtextura da superfície dos bloquetes.

Por isso, é aconselhável fazer um teste em uma pequena área e observar os resultados, antes de adotar o procedimento de limpeza.


Fumaça, fogo e tabaco

Em geral, este tipo de mancha pode ser removida com a lavagem da superfície com sabão, escova e água.
 
Para manchas persistentes pode-se usar um pó abrasivo ou um líquido alvejante, do tipo usado para roupas caseiras.
 
Neste caso, é muito importante que a superfície seja muito bem lavada, depois de terminada a limpeza.

O alvejante danifica plantas e, por isso, deve-se proteger a vegetação e grama que estiverem próximas à área lavada.

Folhas e bebidas
O derramamento de bebidas e as manchas causadas por folhas de árvores podem ser limpos com sabão, escova e água quente.

Se isso não for suficiente, usar alvejante de roupas dissolvido em água, numa concentração necessária para a remoção da mancha e depois enxaguar abundantemente.

Lembrar que este método pode gerar ligeira perda de pigmento da superfície em alguns tipos de bloquetes.


Argamassa

As manchas deixadas por argamassas de cimento sobre a superfície do pavimento intertravado podem ser removidas da mesma maneira que as de eflorescência (veja a seguir).
Se há manchas grandes, ou depósitos de argamassa, utiliza-se a remoção mecânica, raspando com espátula ou outro instrumento, ou ainda com escovas de arame, aplicando depois o tratamento para remoção de eflorescência.


Eflorescências

A eflorescência é um fenômeno que ocorre de maneira natural e, em alguns casos, sobre as superfícies de produtos feitos a base de cimento.

Ainda há discussões sobre a melhor maneira de limpar uma área com eflorescência. A maioria dos especialistas recomenda uma boa dose de paciência, o passar do tempo e o efeito do clima.

As informações a seguir contribuem para explicar o fenômeno e formulam algumas recomendações sobre como se pode adiantar sua remoção:

- A eflorescência é um fenômeno passageiro, originado pelo cimento hidráulico (Portland).

Quando a água e o cimento reagem quimicamente, se produz o hidróxido de cálcio, que reage com o dióxido de carbono, presente no ar. Essa reação produz o carbonato de cálcio, de cor branca.

- Por isso, a ocorrência de eflorescência nos poros do concreto pode ocasionar a aparição de manchas brancas sobre a superfície do concreto, o que se interpreta como descoloração.

- Mesmo que o aparecimento de eflorescência possa ser preocupante para os construtores, proprietários e usuários de um pavimento, existe uma unanimidade, entre os especialistas do meio, de que os efeitos da eflorescência são apenas estéticos e não alteram a resistência, nem a durabilidade do concreto.

- A eflorescência é um fenômeno passageiro e desaparecerá por erosão, pelos efeitos do clima ou do tráfego.

No entanto, é possível acelerar sua remoção por meio de lavagem com um removedor de eflorescência ou removedor de manchas de argamassa, composto a base de ácidos cítricos biodegradáveis.




  • ECOPISOS PAVIMENTAÇÃO (pavimentação ecológica)

    V E N D A S :

    e-mail: vendas@ecopisos.com.br

    Grande São Paulo e Litoral
    (11) 4063-7646 - (11) 9 9563-0972

    Campinas e Interior
    (19) 4062-8499 / (19) 9841-6222

    Regiões de Maringá, Londrina, Presidente Prudente ...
    (44) 9908-9700

    Mato Grosso - MT, Mato Grosso do Sul - MS, Regiões de Cuiabá, Rondonópolis, Campo Grande e outras cidades
    (66) 9975-6211
SOLICITE ORÇAMENTO:

PISO INTERTRAVADO (Bloquete) - Clique Aqui
CONCREGRAMA / PISOGRAMA - Clique Aqui
PARALELEPÍPEDO - Clique Aqui
GUIA DE CONCRETO - Clique Aqui